Radiohead se une a compositor de O Rei Leão em versão inédita de “Bloom”

RollingStone - qua, 27/09/2017 - 12:04

O Radiohead se uniu a Hans Zimmer para reimaginar a música “Bloom” para a série Blue Planet II, da BBC. O renomado compositor é conhecido pelo extenso trabalho em trilhas sonoras, incluindo filmes como O Rei Leão (1994), Gladiador (2000) e Interestelar (2015), pelos quais ganhou prêmios Oscar de Melhor Trilha Sonora.

Na nova versão, intitulada “Ocean (Bloom)”, Thom Yorke gravou vocais acompanhado pela BBC Concert Orchestra. Assista abaixo ao trailer de Blue Planet II, embalado pela canção do Radiohead e de Zimmer.

Here is the BBC’s Blue Planet II prequel accompanied by the new track (ocean) bloom: a collaboration between @Radiohead & @HansZimmer pic.twitter.com/VsazdZU61X

— Radiohead (@radiohead) September 27, 2017

O Radiohead entrou na nossa lista de melhores músicas internacionais de 2016

“Bloom” integra o oitavo disco de estúdio do Radiohead, The King of Limbs (2011). De acordo com o vocalista, a música foi inspirada pela primeira série Blue Planet (nas letras, há o verso “a giant turtle's eyes/jellyfish swim by”).

Recentemente, a banda lançou OKNOTOK, edição comemorativa dos 20 anos do clássico LP OK Computer. O trabalho trouxe três músicas inéditas, “I Promise”, “Man of War” e “Lift”.

Ouça abaixo a versão original de “Bloom”.


Categorias: Notícias

Arctic Monkeys trabalha em novo disco para 2018

RollingStone - qua, 27/09/2017 - 11:29

O Arctic Monkeys começou a trabalhar no sucessor do elogiado AM (2013). Pelo menos foi isso o que o baixista Nick O’Malley deixou escapar durante uma entrevista recente com a revista For The Ride.

O músico afirmou que a banda começou a gravar o disco no início deste mês de setembro, e que o lançamento acontecerá em 2018. “Se não sair até lá, teremos problemas”, revelou.

Assista a Alex Turner cantando “Smooth”, do Santana, em um karaokê

Líder do grupo britânico, Alex Turner passou o ano passado ocupado com o projeto paralelo dele ao lado de Miles Kane, o Last Shadow Puppets, que lançou o segundo disco, Everything You've Come to Expect, em 2016.

O último show do Arctic Monkeys na turnê de AM aconteceu no Rio de Janeiro, em 15 de novembro de 2014. Antes disso, a banda passou por São Paulo, com um show lotado na Arena Anhembi.



Categorias: Notícias

Lollapalooza Brasil anuncia o lineup completo de 2018

Terra Música - qua, 27/09/2017 - 11:15
Chegou a hora do lineup oficial do Lollapalooza Brasil 2018 ser revelado! A sétima edição do ...
Categorias: Notícias

Axl Rose bota a voz para funcionar em show do Guns N' Roses em São Paulo

RollingStone - qua, 27/09/2017 - 10:47

Depois de receber The Who, Bon Jovi e Aerosmith, entre outros, o festival SP Trip chegou ao seu dia final na terça-feira, 26, tendo o Guns N’ Roses como headliner. O evento ainda teve shows de abertura de Tyler Bryant & the Shakedown, banda de Nashville que faz um rock de garagem com doses de folk e blues, e do veterano Alice Cooper, o pai do rock horror moderno. Cooper entrou às 18h30, realizando um show compacto, deixando de lado as baladas e centrando fogo no lado mais rock and roll de sua longa carreira.

O começo do set foi arrasador, trazendo os hits da fase áurea do artista na década de 1970: “No More Mr. Nice Guy”, “Under My Wheels”, “Billion Dollar Babies” e a experimental “Halo of Flies”. Da metade para o final, ele encenou o esperado show teatral: briga com uma boneca de pano em "Cold Ethyl"; vira um cientista louco que cria um monstrengo em "Feed My Frankenstein"; mata um mulher em "Only Women Bleed"; e finalmente paga por seus crimes e é guilhotinado em "Killer" e "I Love the Dead". O final da apresentação ficou com a furiosa “School’s Out”, citando “Another Brick on The Wall”, do Pink Floyd.

Guns RJ x Guns SP
A apresentação do Guns N’ Roses no Rock in Rio no sábado, 23, inflamou as redes sociais. A voz de Axl Rose foi comparada à de Mickey Mouse e Pato Donald. Independente de qualquer outra analogia com personagens da Disney, é compreensível que, aos 55 anos, Axl esteja com a voz desgastada. Porém, em São Paulo, o vocalista surpreendeu: os vocais estavam muito melhores que no Rio, e ele segurou os agudos e trechos rasgados de maneira surpreendente. Nem parecia o mesmo vocalista que se apresentou na capital fluminense, para sorte e alegria do público paulistano (também é preciso frisar: é uma enorme proeza ele segurar a bronca de um show que dura mais de três horas, em ambas capitais).

A apresentação começou por volta das 20h45. Como de hábito, o baixista, Duff McKagan, dividiu o vocal com Axl Rose em “It’s So Easy”, do clássico álbum Appetite for Destruction, que há alguns meses completou 30 anos. Axl, então, assumiu o comando na próxima, mais uma de Appetite: a dançante ode à heroína “Mr. Brownstone”. “Chinese Democracy”, canção que dá título a um dos álbuns mais polêmicos da história do rock, foi a próxima. Quando chegou a vez de “Welcome to The Jungle”, a quarta canção, também de Appetite, de fato o público do SP Trip se entregou, como é de costume em um show do Guns.

A partir daí, a rota estava acertada para o resto a noite. E que ninguém reclame: a banda fez valer o dinheiro pago pelos fãs, com todos os integrantes ativos e dispostos. Axl comandou o show com o gogó potente (bem diferente do Rio) e um set list longo e diversificado no qual não faltou nenhum grande hit. No percurso, o Guns tocou mais duas de Chinese Democracy (o rock industrial “Better” e a balada “This I Love”, um autêntico pastiche do Queen) e uma de “The Spaghetti Incident?" (“Attitude”, cover do grupo punk Misfits, com McKagan no vocal). Não esqueceram também do disco “tapa buraco” G N' R Lies (1988), marcando presença com o hit acústico “Patience” (tocada no bis) e a politicamente incorreta “Used to Love Her”, que não vinha sendo executada ultimamente.

Além da atuação do trio de frente (McKagan, Slash e Axl mostraram vigor a todo o tempo, correndo pra lá e pra cá no palco), também foram destaque as faixas de Appetite e dos dois volumes de Use Your Illusion (1991). Do primeiro e mais impactante álbum do Guns, o setlist teve ainda “Rocket Queen”, “My Michelle” e “Nightrain”, que encerrou a parte principal da apresentação. Naturalmente, a banda executou o mega-hit "Sweet Child O' Mine", joia da coroa de Appetite. De Use Your Illusion, veio o sucesso “You Could Be Mine” (tema do filme O Exterminador do Futuro 2: O Julgamento Final), a longa e estranha “Coma”; a eficiente e atual “Civil War”; as baladas “Estranged”, “Yesterdays” e “Don’t Cry” e o rock “Double Talkin' Jive”. E ainda teve o grande momento romântico “November Rain”, com Axl ao piano, um momento que nunca falha em despertar emoções entre os fãs.

Ao longo da apresentação, várias outras covers também foram executadas pelo Guns. Algumas delas eram esperados, já que se tornaram hits para a banda. Já outros adentraram no campo dos tributos e homenagens. Não houve surpresa em relação a “Knockin’ on Heaven’s Door” (Bob Dylan) e “Live and Let Die” (Paul McCartney com o Wings), mas ainda foram incluídas “The Seeker” (do The Who, que abriu para o Guns no Rio) e “Black Hole Sun” (do Soundgarden, uma homenagem a Chris Cornell). Em “Wish You Were Here”, do Pink Floyd, Slash e o segundo guitarrista, Richard Fortus, protagonizaram um belo dueto. As surpresas foram “Wichita Lineman”, do recém-falecido astro country Glen Campbell, e "I Got You (I Feel Good)", de James Brown.

A apresentação seguiu a dinâmica que vem marcando este retorno do Guns: Axl e Slash respeitam os respectivos territórios, sem que permaneça a impressão que um esteja roubando a cena do outro. Claro, como vocalista, Axl se destaca destaque, e ele segue nesta nova fase com um perfil profissional, sem espaço para improvisos, falando pouco e, o mais importante, não demonstrando possibilidade de ataques de nervos como os do passado. Em compensação, Slash, muito mais ovacionado pelo público, ainda é uma força da natureza - um dos maiores prazeres para quem gosta de rock é ver as mãos do mestre criando mágica. Em sua parte solo, Slash tocou "Johnnie B. Goode", de Chuck Berry, e o inevitável tema de O Poderoso Chefão, de Nino Rota. O baixista Duff McKagan e o tecladista Dizzy Reed cumpriram suas partes de sempre; a presença deles também serviu para lembrar como era o Guns de cerca de 25 anos atrás. Já os acompanhantes Frank Ferrer (bateria), Melissa Ferrer (teclados, vocais) e Richard Fortus deram o o resguardo sonoro necessário.

Quando o enorme público ainda presente no Allianz começou a ouvir, por volta da meia-noite, os primeiros acordes de “Paradise City”, outro grande hino de Appetite for Destruction, chegava a hora de se preparar para a despedida. A marcante frase da canção, clamando “oh, Senhor, você não vai me levar para casa?” nunca sou tão urgente. Sim, a apresentação de três horas do Guns N’ Roses em São Paulo serviu para lavar a alma de quem estava apreensivo com a performance do Rock in Rio - e para provar que a banda ainda tem muita lenha para queimar.

Categorias: Notícias

Guns N’ Roses entrega o que prometeu no São Paulo Trip: o maior e mais longo show de rock

Vírgula música - qua, 27/09/2017 - 10:38

 

(Foto: Marta Ayora) Guns N’ Roses

Leia mais'Melhor que Rock in Rio', diz Bon Jovi em show de São PauloEm São Paulo, Aerosmith não mexe em time que está ganhando e …

A primeira pergunta que vem à cabeça quando o assunto é Guns N’ Roses é: como está a voz de Axl Rose? O questionamento é feito por causa do show que o grupo fez no Rock in Rio no último sábado, 23, onde a transmissão do canal Multishow, digamos, não favoreceu o vocalista nem um pouco. Pela TV sua voz lembrava a do personagem animado Mickey Mouse e até virou meme na internet. Porém, a que foi vista e ouvida nesta terça, 26, durante o show que a banda fez no São Paulo Trip, no Allianz Parque, continua bem potente, diferente da presenciada por um monitor.

Óbvio que a voz de Axl não se compara com a de 30 anos atrás. Hoje, aos 55 anos, o cantor não alcança notas tão altas como costumava fazer, mas pouco desafina e aguenta as – pasmem – três horas e quinze minutos de show. Isso mesmo. O Guns prometeu que seus shows no Brasil teriam essa longa duração e cumpriram. E Axl segurou a barra firme e forte. O vocalista, Slash e Duff McKagan estão em sua melhor forma desde que se reuniram em janeiro de 2016. Estão mais entrosados do que quando se apresentaram em novembro do ano passado no mesmo estádio e vendem um dos maiores espetáculos de rock and roll da atualidade.

As mais de três horas de show também têm um objetivo: para Axl descansar e recuperar o fôlego. Diversas vezes o vocalista se retira enquanto Slash e o guitarrista Richard Fortus fazem seus shows à parte, tocando altos e longuíssimos solos e inserindo covers instrumentais neles, como Wish You Were Here, do Pink Floyd, e Johnny B. Good, de Chuck Berry. Por isso o show se estende tanto. Se Axl precisasse cantar todas as músicas em sequência provavelmente não conseguiria.

No repertório os tiros são certeiros, bem no peito e avassaladores: It’s So Easy, Welcome To The Jungle, Mr. Brownstone, You Could Be Mine, Civil War, Sweet Child O’Mine, November RainNight Train, Don’t Cry, Patience e Paradise City que encerrou a noite.

Assim como no Rio, o grupo repetiu a cover de Black Hole Sun, do Soundgarden, em homenagem a Chris Cornell que cometeu suicidou este ano. Pode parecer estranho, mas a versão casa perfeita com o Guns, pois a música é melódica, triste e tem aquela levada de balada que as rádios rock mundiais tanto adoram. Se Axl for esperto, coisa que ele é,  poderia gravá-la em um futuro álbum da banda – se houver, claro – e eternizá-la assim como fez com Knockin’ On Heaven’s Door, de Bob Dylan.

No fim, a longa duração do show pode até se tornar maçante para uns, mas para a maioria, que era cerca de 45 mil presentes, não. O público adora e o quanto mais comprido for, melhor, já que pagou caro pelo ingresso. O investimento tem que valer e a duração faz parecer um bom negócio, ainda mais quando é uma banda lendária como o Guns que está ali na frente de todos.

São Paulo Trip: Guns N' Roses e Alice Cooper 1 de 17

Guns N' Roses

Créditos: Marta Ayora

Guns N' Roses

Créditos: Marta Ayora

Guns N' Roses

Créditos: Marta Ayora

Guns N' Roses

Créditos: Marta Ayora

Guns N' Roses

Créditos: Marta Ayora

Guns N' Roses

Créditos: Marta Ayora

Guns N' Roses

Créditos: Marta Ayora

Guns N' Roses

Créditos: Marta Ayora

Guns N' Roses

Créditos: Marta Ayora

Guns N' Roses

Créditos: Marta Ayora

Alice Cooper

Créditos: Marta Ayora

Alice Cooper

Créditos: Marta Ayora

Alice Cooper

Créditos: Marta Ayora

Alice Cooper

Créditos: Marta Ayora

Alice Cooper

Créditos: Marta Ayora

Alice Cooper

Créditos: Marta Ayora

Alice Cooper

Créditos: Marta Ayora

Mais galerias

Música

1ª edição do ‘Tomorrowcrente’

Música

O pé de Steven Tyler, do Aerosmith

Música

São Paulo Trip: Aerosmith e Def Leppard
Anterior Próxima

 

Categorias: Notícias

Lollapalooza 2018: Pearl Jam, Red Hot Chili Peppers e The Killers são os headliners da próxima edição do festival

RollingStone - qua, 27/09/2017 - 10:37

O Lollapalooza enfim divulgou o line-up completo da edição de 2018 do festival, que acontece entre 23 e 25 de março, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Voltando a ter três dias de duração, o evento tem como próximos headliners o Pearl Jam e o The Killers – que foram headliners em 2013 – e o Red Hot Chili Peppers.

Lollapalooza 2017: relembre os pontos altos e baixos do festival

A escalação é completada por nomes como Imagine Dragons, Lana Del Rey, LCD Soundsystem, Chance, The Rapper, Liam Gallagher, The National, Tyler, The Creator e Royal Blood, David Byrne, Spoon, Wiz Khalifa, Mac DeMarco e muitos outros. Entre os brasileiros estão Mano Brown, Tropkillaz, Vanguart, Tiê, O Terno, Tagore, Liniker e os Caramelows e Rincon Sapiência.

Veja o line-up completo do Lollapalooza 2018:

Os ingressos para o Lollapalooza Brasil de 2018 já estão sendo vendidos (no site do Lolla), por enquanto, apenas no formato de Lolla Pass – pacote que dá acesso aos três dias do evento –, cujo segundo lote custa custa R$ 1,5 mil. Este ano, há a opção de meia-entrada comum e solidária (com doação para o Criança Esperança).

Além do Lolla Pass, será possível comprar entradas do tipo Lolla Lounge Pass (também para os três dias, porém com acesso à área VIP), que não teve o preço divulgado. Os ingressos do tipo Lolla Day (acesso a um dia específico do festival) serão vendidos mais à frente, mas já tiveram o preço divulgado: R$ 700, também com opção de meia-entrada comum e solidária.

A meia-entrada solidária é uma novidade da próxima edição do Lollapalooza Brasil. Com o advento, é possível doar ao programa Criança Esperança (da Globo) na hora da compra do ingresso e ter 50% de desconto no preço da entrada inteira. Para pagar metade do preço no Lolla Pass, é necessário doar acima de R$ 30, enquanto com o Lolla Day, a doação pode ser de apenas R$ 20.

A sétima edição brasileira do Lollapalooza acontece novamente no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Em agosto, foi anunciado que o festival volta a ter três dias de duração (assim como em 2013), ocorrendo, portanto, nos dias 23, 24 e 25 (sexta, sábado e domingo) de março do ano que vem. Em 2012 e entre 2014 e 2017, o evento teve apenas dois dias de duração.

Categorias: Notícias

Pearl Jam, Red Hot, Killers e Lana Del Rey estão no line-up do Lollapalooza 2018

Vírgula música - qua, 27/09/2017 - 10:21

Gabriel Quintão Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Leia maisPor problemas médicos de Steven Tyler, Aerosmith cancela shows na …

A espera terminou e saiu na manhã desta quarta (27) o anúncio oficial das atrações do Lollapalooza Brasil 2018. O festival foi ampliado, de dois para três dias, e acontecerá em 23, 24 e 25 de março.

Pearl Jam, Red Hot Chili Peppers, The Killers, Imagine Dragons, Lana Del Rey, LCD Soundsysten, Chance The Rapper, Liam Gallagher, The National, Anderson .Paak e Mac Demarco estão entre as atrações. Veja o cartaz com todo o line-up com os nomes que se apresentam.

O Autódromo de Interlagos volta a receber o evento. Desde 2012, o Lolla tem uma edição brasileira. Mano Brown, Alok, Mallu Magalhães e Liniker estão entre os brasileiros escalados.

Show do Pearl Jam em São Paulo - 2015 1 de 26

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Pearl Jam se apresenta em São Paulo

Créditos: Gabriel Quintão

Mais galerias

Música

São Paulo Trip: Guns N’ Roses e Alice Cooper

Música

1ª edição do ‘Tomorrowcrente’

Música

O pé de Steven Tyler, do Aerosmith
Anterior Próxima

 

Categorias: Notícias

Atração do Rock in Rio, Aerosmith cancela show em Curitiba

Terra Música - ter, 26/09/2017 - 14:58
Nesta terça-feira, a banda Aerosmith cancelou os shows que ainda faria da turnê na América do ...
Categorias: Notícias

Aerosmith cancela quatro últimos shows da turnê na América Latina

RollingStone - ter, 26/09/2017 - 14:19

O Aerosmith anunciou o cancelamento dos quatro último shows da turnê pela América Latina nesta terça, 26. Devido a “problemas médicos inesperados” do vocalista Steven Tyler, a banda não se apresentará em Curitiba (na quarta, 27), em Santiago, no Chile (no sábado, 30), em Rosário, na Argentina (na terça, 3) e em Monterrey, no México (no sábado, 7).

O comunicado enviado à imprensa diz que os médicos de Tyler recomendaram que “ele não viaje ou faça shows no momento”. O músico pediu desculpas aos fãs pelo imprevisto e explicou a situação.

“Por ordens médicas, eu voei de volta para os Estados Unidos na noite de domingo após o show em São Paulo [no festival SP Trip]. Por favor, não se preocupem. Minha vida não corre perigo, mas preciso lidar com isso imediatamente, descansar um pouco e receber cuidados médicos, tudo para que eu possa me apresentar no futuro. Eu prometo que voltarei. Eu amo todos vocês.”

Reembolso
Em relação ao reembolso do valor dos ingressos da apresentação marcada em Curitiba, as compras realizadas via site, celular, aplicativo Ingresso Rápido e contact center serão estornadas automaticamente através do próprio cartão de crédito utilizado.

Para as compras realizadas no Hard Rock Café Curitiba (ponto de venda oficial do show) e em bilheterias e pontos de venda Ingresso Rápido, é preciso enviar um e-mail (com nome, telefone de contato, CPF do titular da compra, senha da compra — sequência de dez números no canhoto do ingresso —, nome do banco, agência, conta corrente e foto do ingresso) para o enderço aero@ingressorapido.com.br.

O estorno será realizado em até 15 dias úteis, a contar do envio dos dados.

Categorias: Notícias

Por problemas médicos de Steven Tyler, Aerosmith cancela shows na América Latina

Vírgula música - ter, 26/09/2017 - 14:12

Marta Ayora Aerosmith

Leia mais"Somos melhores que os Rolling Stones ao vivo", diz baterista do …Conheça a doença que afeta o pé de Steven Tyler, do AerosmithNinguém curte mais o calçadão do Rio de Janeiro do que Steven …

Incluindo Curitiba, os shows da turnê do Aerosmith pela América Latina foram cancelados. A banda se apresentou recentemente em São Paulo e no Rio, durante o Rock in Rio.

Leia a íntegra da nota do cancelamento dos shows na América Latina:

“Infelizmente, devido a problemas médicos inesperados, o vocalista Steven Tyler está buscando tratamento imediato e seus médicos recomendaram que ele não viaje ou faça shows no momento. Portanto, os quatro últimos shows da turnê latino americana serão cancelados.

Quarta-feira, 27 de setembro – Curitiba, Brasil Sábado, 30 de setembro – Santiago, Chile Terça-feira, 3 de outubro – Rosario, Argentina Sábado, 7 de outubro – Monterrey, México

É esperada uma recuperação completa do Steven. Com o devido descanso e tratamento, logo ele estará de volta agitando o mundo.

“Para todos na América do Sul … Brasil, Chile, Argentina e México …. Desculpe-me e sinto que decepcionei vocês… Não poderei fazer os últimos quatro shows desta turnê. Por ordens médicas, eu voei de volta para os Estados Unidos na noite de domingo após o show em São Paulo. Por favor, não se preocupem…

A minha vida não está ameaçada, mas preciso lidar com isso imediatamente, descansar um pouco, receber cuidados médicos imediatamente para sustentar e manter minhas futuras performances… Eu prometo que voltarei … infelizmente, a saúde não espera e é algo que não consigo agendar em meio aos nossos shows … Como dizem: “Nós humanos fazemos planos, e Deus ri …” Eu amo todos vocês e estarei de volta com vocês em breve….. – “Steven Tyler”

Obrigado a todos por sua compreensão e suporte.

Aerosmith”

Sobre o reembolso, abaixo os procedimentos para reembolso dos ingressos comprados para o show que aconteceria em Curitiba.

Procedimentos de cancelamento e estorno Os valores estornados incluirão: valor de face do ingresso, taxa de conveniência e taxa de entrega (se houve a cobrança).

As compras realizadas via Site, Celular, Aplicativo Ingresso Rápido e Contact Center serão estornadas automaticamente através do próprio cartão de crédito utilizado na compra e constarão na próxima fatura ou subsequente do mesmo cartão. Para as compras realizadas no Hard Rock Café Curitiba (ponto de venda oficial do show) e em bilheterias e pontos de venda Ingresso Rápido, é preciso enviar um e-mail, com os dados abaixo para aero@ingressorapido.com.br: · Nome Completo; · Telefone de contato; · CPF do Titular da Compra; · Senha de compra (sequência de 10 números que estão no canhoto do ingresso); · Nome do Banco; · Agência (com dígito); · Conta Corrente (com dígito) – se for conta poupança, especificar na mensagem; · Foto do Ingresso

O estorno será realizado em até 15 dias úteis, a contar do envio dos dados. Lembramos que o prazo só será válido caso todos os dados estejam completos e corretos. IMPORTANTE: As compras parceladas (com ou sem juros) serão estornadas em única vez e se houver parcelas à vencer serão antecipadas na mesma fatura em que ocorrer a devolução.

São Paulo Trip: Aerosmith e Def Leppard 1 de 14

Aerosmith

Créditos: Marta Ayora

Aerosmith

Créditos: Marta Ayora

Aerosmith

Créditos: Marta Ayora

Aerosmith

Créditos: Marta Ayora

Aerosmith

Créditos: Marta Ayora

Aerosmith

Créditos: Marta Ayora

Aerosmith

Aerosmith

Créditos: Marta Ayora

Def Leppard

Créditos: Marta Ayora

Def Leppard

Créditos: Marta Ayora

Def Leppard

Créditos: Marta Ayora

Def Leppard

Créditos: Marta Ayora

Def Leppard

Créditos: Marta Ayora

Def Leppard

Créditos: Marta Ayora

Def Leppard

Créditos: Marta Ayora

Mais galerias

Música

1ª edição do ‘Tomorrowcrente’

Música

O pé de Steven Tyler, do Aerosmith

Música

Rock in Rio 2017 – domingo (24)
Anterior Próxima
Categorias: Notícias

Luan Santana anuncia mudança para o heavy metal

Terra Música - ter, 26/09/2017 - 13:19
Luan Santana seria um novo astro do rock? Em suas redes sociais, o cantor - que caiu da grua ...
Categorias: Notícias

Shania Twain lança novo disco após hiato de 15 anos

Terra Música - ter, 26/09/2017 - 13:00
A vida tem sido difícil para Shania Twain na última década, mas a artista canadense que dominou ...
Categorias: Notícias

Grammy Latino 2017: Mano Brown e Nando Reis estão entre indicados; veja as principais categorias

RollingStone - ter, 26/09/2017 - 12:49

Foram anunciados nesta terça, 26, os indicados para o 18º Grammy Latino em 48 categorias. O rapper porto-riquenho Residente, fundador do Calle 13, encabeça a lista com nove indicações. O colombiano Maluma aparece logo atrás, com sete, enquanto Shakira tem seis e Luís Fonsi, coautor e intérprete do fenômeno “Despacito”, recebeu quatro.

Dentre os brasileiros indicados está Mano Brown, que disputa o Melhor Álbum Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa com Boogie Naipe. Na mesma categoria estão o duo Anavitória (por Anavitória), Tiago Iorc (por Troco Likes Ao Vivo: Um Filme de Tiago Iorc), Ludmilla (por A Danada Sou Eu) e Jamz (por Tudo Nosso).

João Bosco será homenageado pelo Grammy Latino 2017

Nando Reis recebeu duas indicações, concorrendo nas categorias de Melhor Canção em Língua Portuguesa (com “Só Posso Dizer”) e Melhor Álbum de Rock ou de Música Alternativa em Língua Portuguesa (com Jardim-Pomar).

Novos representantes do cenário nacional, a banda The Baggios (com Brutown), Metá Metá (com MM3) e Curumin (com Boca) também concorrem com os recentes lançamentos a Melhor Álbum de Rock ou de Música Alternativa em Língua Portuguesa. Francisco, El Hombre, o grupo pan-americano integrado por dois mexicanos (os irmãos Sebastián e Mateo Piracés-Ugarte) e três brasileiros (Andrei Kozyre, Juliana Strassacapa e Rafael Gomes), está entre os indicados da categoria Melhor Canção em Língua Portuguesa, com “Triste, Louca ou Má”.

A 18ª entrega anual do Grammy Latino acontecerá dia 16 de novembro, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Veja abaixo as categorias principais e seus indicados:

Álbum do Ano
Salsa Big Band — Rubén Blades com Roberto Delgado & Orquesta
Obras Son Amores — Antonio Carmona
A La Mar — Vicente García
Fénix — Nicky Jam
Mis Planes Son Amarte — Juanes
La Trenza — Mon Laferte
Musas (Un Homenaje Al Folclore Latinoamericano En Manos De Los Macorinos, Vol. 1) — Natalia Lafourcade
Residente — Residente
El Dorado — Shakira
Palabras Manuales — Danay Suarez

Gravação do Ano
“La Flor De La Canela” — Rubén Blades
“El Surco”— Jorge Drexler
“Quiero Que Vuelvas”— Alejandro Fernández
“Despacito” — Luis Fonsi featuring Daddy Yankee
“El Ratico” — Juanes featuring Kali Uchis
“Amárrame” — Mon Laferte featuring Juanes
“Felices Los 4”— Maluma
“Vente P’a Ca” — Ricky Martin featuring Maluma
“Guerra” — Residente
“Chantaje”— Shakira featuring Maluma

Canção do Ano (prêmio aos compositores)
"Amárrame" — Mon Laferte, compositor (Mon Laferte featuring Juanes)
"Chantaje" — Kevin Mauricio Jiménez Londoño, Bryan Snaider Lezcano Chaverra, Joel Antonio López Castro, Maluma e Shakira, compositores (Shakira featuring Maluma)
"Desde Que Estamos Juntos" — Descemer Bueno & Melendi, compositores (Melendi)
"Despacito" — Daddy Yankee, Erika Ender e Luis Fonsi, compositores (Luis Fonsi featuring Daddy Yankee)
"Ella" — Ricardo Arjona, compositor (Ricardo Arjona)
"Felices Los 4" — Mario Cáceres, Kevin Mauricio Jiménez Londoño, Maluma, Servando Primera, Stiven Rojas e Bryan Snaider Lezcano Chaverra, compositores (Maluma)
"Guerra" — Residente e Jeff Trooko, compositores (Residente)
"La Fortuna" — Diana Fuentes e Tommy Torres, compositores (Diana Fuentes featuring Tommy Torres)
"Tú Sí Sabes Quererme" — Natalia Lafourcade, compositores (Natalia Lafourcade featuring Los Macorinos)
"Vente Pa' Ca" — Nermin Harambasic, Maluma, Ricky Martin, Mauricio Montaner, Ricky Montaner, Lars Pedersen, Carl Ryden, Justin Stein, Ronny Vidar Svendsen e Anne Judith Stokke Wik, compositores (Ricky Martin featuring Maluma)

Melhor Canção em Língua Portuguesa
“Noturna (Nada de Novo na Noite)” - Marisa Monte, Silva & Lucas Silva
“Pé na Areia” - Cauique, Diogo Leite & Rodrigo Leite
“Só Posso Dizer” - Nando Reis
“Trevo” (Tu) - Ana Caetano & Tiago Iorc
“Triste, Louca ou Má” - Francisco, El Hombre

Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa
AnaVitória - AnaVitória
Boogie Naipe - Mano Brown
Troco Likes Ao Vivo: um Filme de Tiago Iorc - Tiago Iorc
Tudo Nosso - Jamz
A Danada Sou Eu - Ludmilla

Melhor Álbum de Rock ou de Música Alternativa em Língua Portuguesa
Brutown - The Baggios
Aventuras II - Blitz
Boca - Curumin
MM3 - Metá Metá
Jardim – Pomar - Nando Reis

Melhor Álbum de Samba/Pagode
+ Misturado - Mart'nália
Na Luz do Samba - Luciana Mello
Alma Brasileira - Diogo Nogueira
Delírio no Circo - Roberta Sá
Sambabook: Jorge Aragão - Vários Artistas

Melhor Álbum de Música Sertaneja
Daniel - Daniel
(...) - Day & Lara
1977 - Luan Santana
Realidade Ao Vivo em Manaus - Marília Mendonça
5. Live - Simone & Simaria

Categorias: Notícias

Guns N' Roses - “Estranged”

RollingStone - ter, 26/09/2017 - 12:32

Categorias: Notícias

Guns N' Roses - “November Rain”

RollingStone - ter, 26/09/2017 - 12:31

Categorias: Notícias

Guns N' Roses - “Don’t Cry”

RollingStone - ter, 26/09/2017 - 12:30

Categorias: Notícias

Guns N' Roses - “You Could Be Mine”

RollingStone - ter, 26/09/2017 - 12:29

Categorias: Notícias

Guns N' Roses - “Live and Let Die”

RollingStone - ter, 26/09/2017 - 12:28

Categorias: Notícias

Páginas